terça-feira, 26 de julho de 2016

A POUSADA ROSE HARBOR de Debbie Macomber




SINOPSE:


Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada.

Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera.

A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso.




A MINHA OPINIÃO:

Uma história docinha que nos fala de novos recomeços e de avançarmos em frente, mesmo quando a vida é madrasta. Pelo final claro que vai ter seguimento e eu vou tentar ler quando quiser ler um livro leve e que me deixe bem disposta e a pensar que existem finais felizes

quinta-feira, 7 de julho de 2016

A LINGUAGEM DAS IRMÃS de Amy Hatvany



SINOPSE:


Há dez anos, Nicole Hunter tomou a difícil decisão de abandonar o seu lar problemático em Seattle. Deixou para trás a sua querida irmã Jenny, possuidora de um distúrbio neurológico que a colocara dependente de uma cadeira de rodas e lhe retirara a capacidade da fala. Após uma década em São Francisco, Nicole tenta convencer-se de que tudo está bem, mas nem a sua vida sentimental nem a profissional são as que ambicionava.
Quando um violento e trágico acontecimento envolve a sua irmã, Nicole é forçada a regressar à casa de infância onde deixou memórias impossíveis de resolver e perdoar. Ali acabará por tomar a decisão mais acertada da sua vida: cuidar da irmã e resolver os conflitos com a mãe e as memórias dolorosas deixadas pelo pai. Só assim conseguirá redimir-se da culpa que a acompanha e tornar-se a irmã que gostaria de ter sido. Uma história tocante, autêntica e libertadora, sobre as escolhas que é necessário fazer na vida, sobre o poder da amizade e sobre a importância dos laços familiares.




A MINHA OPINIÃO:

Uma bonita história de amor entre irmãs na qual se retrata as dificuldades de tratar de alguém com necessidades especiais. Com um final feliz, como se quer neste tipo de narrativas, faz-nos pensar um pouco como seria se tivessemos de lidar com uma situação destas e a resposta sem duvida é que nunca seria fácil.

E querem saber uma coisa? Não querem mas eu vou escrever, o meu filho de 11 anos também está a ler este livro e a gostar bastante  :)