terça-feira, 31 de maio de 2016

LOBO SOLITÁRIO de Jodi Picoult


SINOPSE:


Quando um lobo sabe que o seu tempo está a terminar e que já não é útil à sua alcateia, muitas vezes escolhe afastar-se. Morre assim afastado da sua família, do seu grupo, mantendo até ao fim todo o orgulho que lhe é próprio e mantendo-se fiel à sua natureza.
Luke Warren passou a vida inteira a estudar lobos. Chegou inclusivamente a viver com lobos durante longos períodos. Em muitos sentidos, Luke compreende melhor as dinâmicas da alcateia do que as da sua própria família. A mulher, Georgie, desistiu finalmente da solidão em que viviam e deixou-o. O filho, Edward, de vinte e quatro anos, fugiu há seis, deixando para trás uma relação destroçada com o pai. Recebe então um telefonema alarmante: Luke ficou gravemente ferido num acidente de automóvel com Cara, a irmã mais nova de Edward. 
De repente, tudo muda: Edward tem de regressar a casa e enfrentar o pai que deixou aos dezoito anos. Ele e Cara têm de decidir juntos o destino do pai. Não há respostas fáceis, e as perguntas são muitas: que segredos esconderam Edward e Cara um do outro? Haverá razões ocultas para deixarem o pai morrer… ou viver? Qual seria a vontade de Luke? Como podem os filhos tomar uma decisão destas num contexto de culpa, sofrimento, ou ambos? E, sobretudo, terão esquecido aquilo que todo e qualquer lobo sabe e nunca esquece: cada membro da alcateia precisa dos outros, e às vezes a sobrevivência implica sacrifício.
Lobo Solitário descreve de forma brilhante a dinâmica familiar: o amor, a proteção, a força que podem dar, mas também o preço a pagar por ela.




A MINHA OPINIÃO:

Mais uma vez a escritora não desilude com mais um livro onde um dilema nos faz ver os 2 lados da questão. Se no inicio podemos tomamos partido de um dos lados, ao longo do livro ficamos sempre balançados com os sentimentos e emoções descritos. E em jeito de bónus, ficamos a conhecer melhor a vida dos lobos, confesso que pouco ou nada sabia sobre estes animais, pelo menos menos com tanto pormenor

sexta-feira, 13 de maio de 2016

O MAR INFINITO de Rick Yancey



SINOPSE:


A Terra foi invadida por extraterrestres - os Outros -, que têm como único objetivo o extermínio de toda a população do planeta. Sem aviso, lançaram quatro vagas de destruição que devastaram parte da humanidade. Cassie Sullivan e os seus companheiros contam-se entre os poucos que sobreviveram e agora, com a espécie humana quase extinta e com uma quinta vaga em marcha, os jovens têm de tomar uma decisão crucial: enfrentar o duro inverno e ficar à espera que Evan Walter regresse, ou partir à procura de mais sobreviventes antes que o inimigo se aproxime demasiado - porque o próximo ataque é mais do que possível, é inevitável.

Ninguém é capaz de prever até onde os Outros podem descer, nem estes sabem o quanto a humanidade se pode erguer. É a derradeira batalha entre a vida e a morte, a esperança e o desespero, o ódio e o amor.



A MINHA OPINIÃO:

Fiquei triste com este livro, gostei bastante do 1º livro e estava bastante entusiasmada com a leitura deste 2º volume. Mas foi uma desilusão. Confesso que me senti baralhada na narrativa. Existe uma mudança de protagonista, o que até nem me desagrada, mas a narrativa é confusão e no fim do livro, pouco avançamos em relação ao final do 1º. Penso que pelo menos é uma trilogia e sem duvida que irei ler o seguinte, pois não gosto de deixar as sagas a meio, mas espero que seja francamente melhor

segunda-feira, 9 de maio de 2016

A CONFISSÃO DA PARTEIRA de Diane Chamberlain



SINOPSE:

Quando Noelle, uma mulher dedicada, vibrante e querida por todos, decide pôr termo à vida, a pequena cidade de Wilmington, na Carolina do Norte, fica em estado de choque. A única pista para o sucedido é uma estranha carta que Tara e Emerson, duas das suas melhores amigas, encontram um dia em sua casa. À medida que um segredo de contornos dramáticos começa a ser desvendado, tudo o que sabem sobre Noelle terá de ser reavaliado à luz de uma nova perspetiva – de traição e engano, mas também de amor, compaixão e esperança.



A MINHA OPINIÃO:

Gostei muito deste livro. Uma história emocionante, com muitas reviravoltas, que nos prende do principio ao fim. E se pensam que vão ler muitas descrições de partos e nascimentos de bebés desenganem-se, é de facto em torno da profissão de parteira que gira a história mas tem muito mais que se lhe diga. Só não digo que é perfeito porque achei o final abrupto, penso que merecia ter sido tratado com um pouco mais de cuidado, mesmo que isso implicasse mais umas quantas folhas para ler. Recomendo pois a sua leitura