quinta-feira, 31 de março de 2016

ESTUDOS SOBRE VENENO de Maria V. Snyder



SINOPSE:

Prestes a ser enforcada, Yelena é agraciada com uma prorrogação extraordinária para sua pena. Ela aceita se tornar provadora de comida e morrer no lugar do Comandante de Ixia. Mas Valek, o chefe da segurança, não deixa brecha para fuga e a envenena com Pó de Borboleta. Somente se apresentando diariamente para ele, Yelena poderá tomar o antídoto. Em Estudos sobre veneno, primeiro livro da trilogia As Lendas de Yelena Zaltana, o reino criado em detalhes por Maria V. Snyder deixa lugar para novas fábulas. Um romance de estreia que impressiona ao mesclar fantasia, suspense e aventura e que foi comparado a Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin pela Publishers Weekly. 


A MINHA OPINIÃO:

Gostei bastante deste livro. A temática sobre venenos é interessante e gostei do desenrolar da história. Achei o final um pouco apressado mas nada que me faça ficar desiludida com este livro. Vale a pena ler e já estou pronta para ler o 2º volume, desejando gostar tanto como gostei deste

quinta-feira, 24 de março de 2016

LADRÕES DE SONHOS de Maggie Stiefvater



SINOPSE:

Ao lado de Blue, os garotos corvos — o privilegiado Gansey, o torturado Adam, o espectral Noah e o sombrio e perigoso Ronan — continuam sua busca pelo lendário rei galês Glendower. Mas suas explorações enfrentam um duro contratempo conforme segredos, sonhos e pesadelos começam a enfraquecer a linha ley — um canal invisível de energia que conecta lugares sagrados e que pode levá-los até o rei. Será por isso que a floresta mística de Cabeswater sumiu inexplicavelmente? Quem é o misterioso Homem Cinzento e por que ele está procurando o Greywaren, uma relíquia que permite tirar objetos de sonhos? E o que isso tem a ver com o indecifrável Ronan? Conforme Blue e os garotos corvos procuram respostas a essas e outras questões, o perigo que os envolve se torna cada vez mais real, e será preciso apostar todas as fichas nessa aventura enigmática.



A MINHA OPINIÃO:

2º livro da série "A saga dos corvos" sobre o qual tinha criado algumas expectativas. Gostei bastante do 1º livro e este ficou um pouco aquém do que eu esperava. Gostei da introdução de algumas novas personagens, como o sr. Grey, que provavelmente vão ser uma mais valia para a história, mas esperava mais, um pouco mais. Vou pois ler o 3º livro o mais rapidamente possível para ver se a saga termina com chave de ouro.

terça-feira, 22 de março de 2016

UM AMOR NA CORNUALHA de Liz Fenwick



SINOPSE:


Fugir no dia do próprio casamento nunca parece bem.

Quando a pressão do futuro casamento se torna demasiada, Jude foge da igreja, deixando um bom homem no altar, a sua mãe furiosa e os convidados com mexericos suficiente para durar um ano. Culpada e envergonhada, Jude foge para Pengarrock, uma mansão em ruínas na Cornualha, no cimo de uma falésia, onde aceita um emprego a catalogar a extensa biblioteca da família Trevillion. A casa é um refúgio bem-vindo para Jude, cheia de história e segredos, mas quando seu novo proprietário chega, torna-se claro que Pengarrock não é amada por todos. Quando Jude sucumbe ao feitiço da casa, descobre um enigma familiar decorrente de uma terrível tragédia que teve lugar séculos antes: ao que parece, há algures um tesouro perdido. E quando Pengarrock é posta à venda, parece que o tempo está a esgotar-se para a casa e para Jude…





A MINHA OPINIÃO:

Ganhei este livro num passatempo do Goodreads e só soube que o tinha ganho quando o carteiro o deixou lá em casa. Tenho todo o orgulho em ter um cópia autografada pela autora e uma dedicatória num postal alusivo ao livro.

Quanto à sua leitura esta foi muito agradável, com romance e mistério à mistura em dose q.b. recomendo a quem goste de livros doces e que fazem sonhar.

terça-feira, 15 de março de 2016

O ESTRANHÃO de Álvaro Magalhães



Fred, o Estranhão, é um rapaz de 11 anos, com um Q.I. acima da média, que conta a sua estranha vida (a família, a escola, os amigos, os amores), com palavras e desenhos, enquanto reflete sobre tudo o que o rodeia. O seu grande desafio é viver uma vida normal, sem sobressaltos, e chega a fingir que é estúpido para não ser incomodado pelos que fingem ser inteligentes. Mas isso não é tarefa fácil para um Estranhão. Pois não?


Novas histórias de Fred, o Estranhão, um rapaz de 11 anos, com um Q.I. acima da média, que conta a sua estranha vida com palavras e desenhos. Desta vez, ele abre um negócio, assiste a um Porto-Benfica, é assaltado na rua e assombrado pelo fantasma do avô. Pior, ainda: apaixona--se por uma rapariga cinco anos mais velha. E ele que só queria ter uma vida normal, sem sobressaltos… Mas isso não é tarefa fácil para um Estranhão. Pois não?


Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura - 6º Ano de Escolaridade Leitura Autónoma Fred, o Estranhão, está de volta, com novas peripécias. Desta vez divorcia-se dos pais, salva uma rapariga que não precisava de ser salva, acaba com a ruidosa girlsband da irmã, joga o “Jogo dos jogos”, perde o seu espírito durante uma aula de Matemática e ajuda a avó a escapar do lar de idosos, numa arriscada operação. E ele que só queria ter uma vida normal, sem sobressaltos… Mas isso não é tarefa fácil para um Estranhão. Pois não?


Fred, o Estranhão, está de volta, com novas e inesperadas peripécias. Desta vez, enfrenta o pior pesadelo de qualquer filho: uma avaria da mãe; ajuda a avó a decifrar o Grande Mistério (da vida depois da morte); foge para uma ilha deserta sem sair do quintal; e envolve-se num caso policial – o estranho caso da orelha cortada. E ele que só queria ter uma vida normal, sem sobressaltos… Mas isso não é tarefa fácil para um Estranhão. Pois não?




Ilustrados por Carlos J. Campos, estes livros fazem parte uma coleção destinada a crianças a partir dos nove anos e que se revelará muitíssimo estimulante. O Estranhão não pode ser lido – tanto nas passagens mais assertivas, como nas mais divertidas – de forma passiva. Ainda que perfeitamente adaptada à idade dos jovens leitores, a escrita de Álvaro Magalhães obriga a pensar e apresenta construções frásicas engenhosas. Por outro lado, o livro não dá descanso a quem o lê e revela, a cada página, ideias, invenções e perspetivas originais.

 

SINOPSE



O AUTOR 
Álvaro Magalhães nasceu no Porto, em 1951. A sua obra para crianças e jovens, que integra poesia, conto, ficção e textos dramáticos, repartindo-se por cerca de 80 títulos, caracteriza-se pela originalidade e invenção, quer na escolha dos temas quer no seu tratamento. Foi várias vezes premiado pela Associação Portuguesa de Escritores e Ministério da Cultura. Em 2002, O limpa-palavras e outros poemas foi integrado na Honour List do Prémio Hans Cristian Anderson e, em 2004, Hipopóptimos – Uma história de amor foi distinguido com o Grande Prémio Calouste Gulbenkian. Em 2014, O Senhor Pina recebeu o Prémio Autores, da Sociedade Portuguesa de Autores, para melhor livro infantojuvenil. Várias das suas publicações integram o Plano Nacional de Leitura e constam do corpus das Metas Curriculares de Português. Parte da sua obra (21 títulos) está publicada em Espanha, França, Brasil e Coreia do Sul. Álvaro Magalhães foi recentemente distinguido com o Prémio Autores 2014, para melhor livro infantojuvenil, com O Senhor Pina (Assírio & Alvim), dedicado a Manuel António Pina.


OPINIÃO:

Desde que lhe ofereceram o 1º livro desta coleção, no final do passado ano letivo, o Dinis não descansou até que lhe comprei ou lhe ofereceram os restantes livros. Por isso em praticamente 6 meses devorou os 4 livros e agora espera ansiosamente pelo próximo. melhor publicidade do que esta? Não deve existir...





quinta-feira, 3 de março de 2016

A 5ª ONDA de Rick Yancey




SINOPSE:

Depois da primeira onda, só restou a escuridão.
Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram.
Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram.
Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém.
Agora “A Quinta Onda”está começando...

Cassie está sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa, até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva – Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão? Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança ou o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida ou a morte. Entre desistir ou lutar! 



A MINHA OPINIÃO:

Gosto deste tipo de livros, passados no universo pós-apocalíptico. A escrita é fluida e fácil de ler, as personagens cativaram-me. O próximo já aqui está para começar a ler já rapidamente, quero muito saber o que vai acontecer aos protagonistas. Claro que existem algumas coisas que poderiam ser melhor fundamentadas, como por exemplo, porque carga de água há carros a funcionar quando existiu uma vaga que desligou tudo o que era eléctrico e electrónico... E a coincidência de no mundo inteiro  apenas resistirem e lutares pessoas que se conheciam... Mas recomendo a quem gosta deste género literário

quarta-feira, 2 de março de 2016

EREBOS de Ursula Poznanski




SINOPSE:

Numa escola de Londres um misterioso e viciante jogo de computador circula entre os estudantes, mas ninguém fala disso abertamente. As regras do jogo são extremamente rígidas. Cada jogador tem apenas uma oportunidade e se perder nunca mais pode entrar no jogo; deve estar sempre sozinho e não pode falar a ninguém sobre o seu jogo. Quem violar estas instruções é também eliminado. O jogo é inteligente e interage com o jogador como se o vigiasse constantemente. As missões atribuídas devem ser concretizadas no mundo real. Quando Nick Dunmore começa a jogar, sente-se de imediato absorvido, aprende as regras e avança rapidamente; contudo, vê-se forçado a questionar as implicações deste jogo perigoso. Qual o verdadeiro objetivo? E que segredo esconde? Um livro que os apreciadores de fantasia, jogos de computador, lendas urbanas, distopias, não devem perder. 


A MINHA OPINIÃO:

Um livro diferente, que decorre como um jogo de computador, que parece ter vida própria. Achei diferente do que já tinha lido até agora e bastante interessante, apesar de o final não ser lá muito emocionante, um pouco morno mesmo, acho que nesse sentido esperava mais. Mas no geral, gostei bastante.