segunda-feira, 27 de outubro de 2014

O HIPNOTISTA de Lars Kepler



SINOPSE:

Erik Maria Bark é o mais famoso hipnotista da Suécia. Acusado de falta de ética, e com o casamento à beira do colapso, jurou publicamente nunca mais praticar a hipnose nos seus pacientes e há dez anos que se mantém fiel à sua promessa. Até agora.
Estocolmo. Uma família é brutalmente assassinada e a única testemunha está internada no hospital em estado de choque; Josef Ek, de apenas 15 anos, presenciou o massacre dos seus pais e irmã mais nova, sendo ele próprio encontrado numa poça de sangue, vivo por milagre.
Nessa mesma noite, Erik Maria Bark recebe um telefonema do comissário Joona Linna solicitando os seus serviços ¿ urge descobrir a identidade do assassino e para tal Josef deverá ser hipnotizado. Erik aceita a missão com relutância, longe de imaginar que o que vai encontrar pela frente é um pesadelo capaz de ultrapassar os seus piores receios.
Dias mais tarde, o seu filho de 15 anos, Benjamin, é sequestrado da própria casa. Haverá uma ligação entre estes dois casos? Para salvar a vida de Benjamin, o hipnotista deverá enfrentar os fantasmas do seu passado e mergulhar nas mentes mais sombrias e perversas que jamais poderia imaginar; o que tinha por difuso revela-se abominável, o que tinha por suspeito surge como demoníaco. Para Erik, a contagem regressiva já começou...
Uma leitura compulsiva carregada de suspense. Um mistério caracterizado por estranhos e inesperados contornos.


A MINHA OPINIÃO:

Já andava com este livro para ler à imenso tempo. Um policial bem estruturado, que nos deixa em suspense para saber qual o seu desfecho. Pelo meio houve umas partes sobre as sessões de hipnose que achei que estavam pormenorizadas demais, não era preciso tanto mas gostei bastante da escrita e espero ter oportunidade de ler mais mais destes autores.

Obrigada Maria João pelo empréstimo.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O QUARTO MÁGICO de Sarah Addison Allen


SINOPSE:

Josey Cirrini tem a certeza de apenas três coisas na vida: O Inverno é a sua estação preferida; está perdidamente apaixonada; e um doce sabe muito melhor quando degustado na privacidade do seu esconderijo secreto. Enfrentando uma vida triste, o seu único consolo é a sua pilha de doces e romances a que se entrega todas as noites… Até que descobre que no roupeiro se esconde nada mais nada menos que Della Lee Baker. Fugindo a uma vida de má sorte, Della Lee decide ajudar Josey a mudar de vida. E, em breve, a jovem renunciará às guloseimas e descobrirá que, mesmo sem elas, a vida pode ser doce.
Influenciada por Della Lee, Josey trava amizade com Chloe Finley, uma jovem que é perseguida por livros que surgem inexplicavelmente nos mais variados lugares e com uma resposta para quase tudo.
À medida que Josey se atreve a sair da sua casca, descobre um mundo onde a cor vermelha tem um poder surpreendente e o amor pode surgir em qualquer altura. E isso é só o início…
Terna e com um toque de magia, esta é uma história encantadora sobre a amizade e o amor - e sobre as surpreendentes e mágicas possibilidades que cada novo dia nos reserva.


A MINHA OPINIÃO:

Mais um livro de leitura agradável que nos faz acreditar nos contos de fadas e que se nos esforçarmos, tudo acabará em bem. Este livro tem uma particularidade, que me deixou super-invejosa, pois uma das personagens tem o dom de fazer aparecer livros adequados à situação que está a viver. Bem, isso é o sonho de qualquer leitor inveterado, como eu...

Obrigada Maria João, por me teres emprestado mais um livro doce, que me fez sonhar.

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

INSURGENTE de Veronica Roth



SINOPSE:

A tua escolha pode transformar-te - ou destruir-te. Mas qualquer escolha implica consequências, e à medida que as várias fações começam a insurgir-se, Tris Prior precisa de continuar a lutar pelos que ama - e por ela própria.
O dia da iniciação de Tris devia ter sido marcado pela celebração com a fação escolhida. No entanto, o dia termina da pior forma possível. À medida que o conflito entre as diferentes fações e as ideologias de cada uma se agita, a guerra parece ser inevitável. Escolher é cada vez mais incontornável... e fatal.
Transformada pelas próprias decisões mas ainda assombrada pela dor e pela culpa, Tris terá de aceitar em pleno o seu estatuto de Divergente, mesmo que não compreenda completamente o que poderá vir a perder.
A muito esperada continuação da saga Divergente volta a impressionar os fãs, com um enredo pleno de reviravoltas, romance e desilusões amorosas, e uma maravilhosa reflexão sobre a natureza humana.


A MINHA OPINIÃO:

Continuação do livro "Divergente" que está muito na moda, tendo sido passado recentemente para o cinema. Como habitualmente gostei mais do 1º livro do que deste 2º, mas tal não me tirou a vontade de ler o 3º, que está já prontinho à minha espera para ler. Sempre quero saber como vai terminar esta distropia que neste 2º livro deixou uma surpresa que espero que seja desvendada no 3º.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

O MUNDO INVISIVEL de Katherine Webb


SINPOSE:

O verão quente de 1911 vê chegar à pacata aldeia de Cold Ash Holt dois novos habitantes. Cat Morley, a nova criada do reverendo Albert Canning e da sua mulher, Hester, vem de Londres. Cat é rebelde e ousada mas é também incapaz de esquecer um passado demasiado doloroso. A tímida mulher do reverendo fica ainda mais inquieta quando o marido lhe apresenta o outro desconhecido, abrindo as portas de sua casa não apenas a um jovem atraente e carismático, mas também a uma perigosa obsessão. O calor opressivo daquele verão parece intensificar-se e impregnar tudo e todos, e o ambiente na reitoria fica carregado de ambição, paixão e ciúme; uma mistura de emoções tão poderosa que conduz, em última instância, ao homicídio. Cem anos depois, cabe a Leah, jornalista incansável, decifrar duas enigmáticas cartas e juntar as peças de um quebra-cabeças assombroso.

A MINHA OPINIÃO:

Um livro de leitura agradável que decorre em 2 momentos, separados por 100 anos. Um mistério que decorre durante esse espaço de tempo e é desvendado quase no final por uma jornalista curiosa. Lê-se bem e deixou-me uma boa sensação quando o terminei, apesar de alguma pena pelo final, já um pouco esperado.

Mais um livro lido através do Club BlogRing, obrigada Clarinda pelo empréstimo