quinta-feira, 15 de setembro de 2011

HexHall de Rachel Hawkins

SINOPSE:

"Um bilhete só de ida para um colégio interno perdido nos pântanos do Louisiana era talvez a última coisa que Sophie Mercer esperava receber pelos seus dezasseis anos. Mas Sophie não é uma adolescente igual às outras. Sophie é uma feiticeira e, tal como os outros prodigium, feiticeiros, fadas, lobisomens e vampiros, Sophie não pode frequentar uma escola normal. O que Sophie esperava ainda menos era ser companheira de quarto de Jenna, a única vampira da escola, e ver-se enredada numa trama para descobrir quem anda a assassinar os alunos da escola ao mesmo tempo que tem que lidar com os seus novos poderes, a descoberta da importância do seu Pai na hierarquia dos feiticeiros e a sua paixão pelo namorado da sua mais recente inimiga.

"Abrir Hex Hall foi como abrir uma caixa de chocolates, ao revelar-se impossível de exercer qualquer tipo de auto-controlo! Houve, pelo menos, uma gargalhada por página, uma protagonista esperta e auto-depreciativa, Sophie Mercer, e um misterioso assassino que fez com que as páginas passassem por si próprias, ou se calhar a culpa foi de um dos Prodigium! Conclusão, fui enfeitiçada por Sophie Mercer!"
Becca Fitzpatrick, autora de
hush, hush"

A MINHA CRITICA:
Este livro causou alguma curiosidade pois li sobre ele criticas boas e menos boas. Por isso quando o comecei a ler esperava de tudo um pouco. E é sem duvida mais um livro desses que tanto estão na moda do mundo fantástico, muito virado para os adolescentes. Enfim, não desgostei, li com algum interessa e nas ultimas paginas quis ler mais para saber o seu final. Claro que ficaram pontas no ar, mas vem mais livros a seguir e sem duvida que essa era a intenção. Não posso dizer que seja um grande livro mas para quem gosta de livros deste género, sem duvida que é uma leitura fácil e simpática, não dei o meu tempo por mal empregue a desfolhar as suas paginas.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Aquela Verão na Toscana - Domenica de Rosa

SINOPSE:

"Todos os anos, Patricia O’Hara abre as portas do seu magnífico castello do século XIII e organiza um curso de escrita criativa na deslumbrante região da Toscana.
Mas este ano, algo paira no ar quando os sete aspirantes a escritores se juntam à beira da piscina para trocar mexericos, namoriscar e escrever o livro das suas vidas. Em pouco tempo, Mary, a solteira convicta, descobre os encantos de partilhar uma Vespa; o sedutor Jeremy rende-se a talentos que não apenas os seus e até a pragmática Patricia vai arranjar tempo para uma paixão acidental.
Graças a esta mistura explosiva de egos e criatividade, segredos obscuros e visitantes inesperados, uma coisa é certa: nunca se assistiu a um Verão como este. 
Quando o curso chegar ao fim, as suas vidas terão mudado para sempre. E um deles chegará mesmo a escrever um livro…

Tal como um copo de prosecco num final de tarde de Verão, Aquele Verão na Toscana é um deleite para a alma."


A MINHA OPINIÃO:
Mais um livro que ganhei num concurso de blogs, vejam neste link:



http://chocolateparaalma.blogs.sapo.pt/134784.html

E posso dizer-vos que gostei muito de o ler. Um romance engraçado, que me prendeu bastante, que com as personagem, quer com as descrições do local onde a ação acontece (Toscana). O final foi um pouco inesperado, algo que me agrada bastante, pois quando os livros tem um final previsivel, sinto sempre que perdi um pouco de tempo a le-los. Recomendo sem duvida!

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O Filho das Sombras de Juliet Marillier



"As florestas de Sevenwaters lançaram o seu feitiço sobre Liadan, a filha de Sorcha, que herdou os talentos da mãe para curar e penetrar no mundo espiritual. Os espíritos da floresta avisam-na de que, para que as ilhas sagradas sejam reconquistadas aos Bretões, Liadan deverá permanecer em Sevenwaters.

A Irlanda está agora em guerra, e as suas costas são assoladas por atacantes. Entre os inimigos há um que se destaca: o Homem Pintado, que granjeou uma reputação terrível de mercenário feroz e astuto, e que espalha o terror por onde quer que passe.

Ao regressar a casa, Liadan é capturada pelo Homem Pintado. Porém, este acaba por se revelar bem diferente da lenda, e apesar da antiga profecia que a obrigava a permanecer em Sevenwaters, a jovem sente-se atraída por ele. Mas poderá ela viver o seu amor sem que a maldição recaia sobre Sevenwaters?"

Mais um livro bem giro, o 2º da triologia Sevenwaters. Gostei muito do 1º livro e também gostei muito do 2ª. Mal posso esperar por ler o 3º e saber como termina esta saga fantástica. Sem duvida recomendo para quem goste de livros do género, indispensável mesmo!