segunda-feira, 30 de maio de 2011

Visitas à 81ª Feira do livro de Lisboa

Visitar a Feira do Livro sempre foi para mim algo que me dá muito prazer. Desde criança que me lembro por ansiar pela sua chegada para lá ir, ganhavam sempre alguns livritos, algo que eu adoro desde que me lembro de mim.

Este ano não foi excepção mas fui de carteira quase vazia e por isso apenas regressei a casa com 2 livros, um que eu comprei e outro que a minha amiga Teresa me ofereceu (muito obrigada minha kida...). Foram os seguintes:

- Pedaços de ternura - Dorothy Koomson


- Alguém para amar - Jude Deveraux


Com isto não quer dizer que não tenha livros para ler, tenho e muitos, que vou comprando ou que me emprestam. Por isso este ano teve de ser de poupanças mas gostei na mesma de ver as novidades :) Que para o ano o espólio comprado seja mais gordo...

terça-feira, 17 de maio de 2011

A filha da Floresta de Juliet Marillier



"Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era Lei e a magia uma força da natureza, esta história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, e dos seus seis irmãos. O domínio Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e Criaturas Encantadas que deslizam pelos bosques vestidos de cinzento e mantêm as armas afiadas. O maior perigo para este idílio vem de dentro: Lady Oonagh, uma feiticeira, que casou com o pai de Sorcha, senhor de Sevenwaters. Frustrada por conseguir encantar todos menos a enteada, Oonagh lança um poderoso feitiço sobre os irmãos da rapariga, que só Sorcha poderá conseguir quebrar. Porém, a meio da pesada tarefa de libertar os irmãos, Sorcha é raptada por um grupo de salteadores, e ver-se-á dividida entre o dever de salvar a vida dos irmãos e um amor cada vez maior, proibido, pelo senhor da guerra que a capturou."

OPINIÃO:
Adorei este livro! Já tinha lido várias criticas muito positivas a esta escritora e li este livro quase em parar, principalmente a ultima parte. É o 1º da trilogia Sevenwaters e mas posso esperar para ler o que ai vem a seguir... Recomendo vivamente mesmo para quem não gosta muito de livros deste género.