sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

As duas meninas vestidas de azul



"Depois de terem festejado o 3º aniversário das gémeas Kelly e Kathy, Margaret e Steve Frawley saem para ir a uma festa, deixando as meninas ao cuidado da babysitter. Ao regressarem a casa, deparam com a polícia, que lhes dá a mais terrível das notícias: as crianças foram raptadas e os criminosos exigem oito milhões de dólares para as devolver à família.
Em pânico, o casal decide pagar o resgate, na esperança de terem as filhas de volta. Porém, ao chegarem ao local marcado, encontram apenas Kelly, num carro abandonado com um cadáver no lugar do condutor e um bilhete a revelar que Kathy, a outra menina, fora morta acidentalmente e o corpo largado no oceano.
Contudo, durante a missa em memória de Kathy, Kelly aproxima-se da mãe e diz-lhe ao ouvido: «Mãe, a Kathy está cheia de medo daquela senhora velha. Ela quer voltar para casa.» Os incidentes vão-se sucedendo e Margaret começa realmente a acreditar que a filha está viva e que as meninas estarão a comunicar telepaticamente uma com a outra, e que Kelly poderá ajudar a descobrir o paradeiro da irmã."

Gosto imenso dos livros desta escritora, já li alguns e gosto sempre de ler mais um. Principalmente a versão de livro de bolso é optima para se poder transportar para qualquer lado e podermos aproveitar todos os minutos livres para ler um bocadinho.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Uma palavra como resposta




"Um conto de Sookie Stackhouse. Em uma noite estranha uma limusine preta vira-se com um estranhp homem sobrenatural dentro. Ele diz a ela que seu primo foi transformado em um vampiro e, em seguida, mortos em um cemitério de Nova Orleans tentam levantar a Rainha do Vodu Marie Laveau. O enredo gira até surgir quem é o verdadeiro assassino."

Li este pequeno conto escrito pela mesma autora da saga "Sangue Fresco" quando não tinha nada à mão para ler e gostei. Não sou grande amante de contos ou histórias curtas, porque quando acabo fica sempre no ar a vontade de ler mais um pouco, mas no seguimento dos livros em causa e cujo volume V tenho lá em casa para ler, apesar de já ir no 8º cá em Portugal e no 11º nos EUA, foi uma boa forma de passar um pouco de tempo que tive livre.