quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Compaixão do Jodi Picoult



"Se o amor da sua vida lhe pedisse ajuda para morrer, que faria?

O comandante da polícia de uma pequena cidade de Massachusetts, Cameron McDonald, faz a detenção mais difícil da sua vida quando o seu primo Jamie lhe confessa ter matado a mulher, que sofria de uma doença terminal, por compaixão. Agora, um intenso julgamento por homicídio coloca a cidade em alvoroço e vem perturbar um casamento estável: Cameron, colaborando na acusação contra Jamie, vê-se, de repente, em confronto com a sua mulher, Allie – fascinada pela ideia de um homem amar tanto a mulher a ponto de lhe conceder todos os desejos, até mesmo o de acabar com a vida dela. E quando uma atracção inexplicável leva a uma traição chocante, Allie vê-se confrontada com as questões sentimentais mais difíceis: Quando é que o amor ultrapassa os limites da obrigação moral? E o que é que significa amar verdadeiramente alguém?"

Este é o 2º livro que leio desta escritora e apesar de livros com temas controversos, gosto da escrita dela. Um livro em que não conseguimos tomar verdadeiramente o partido de ninguém mas em que tentamos meter-nos na pele dos protagonistas e imaginar o que fariamos no lugar deles. Gostei e tenho mais um desta escritora para ler " Dezanove minutos"